Diana - Flor Selvagem - 1978

 

Em 1977 Diana desembarca de mala e cuia na RCA Victor, e em 78 gravou um disco um tanto quanto obscuro, até no nome, em muitos lugares creditado simplesmente como "Diana", em outros como "Flor Selvagem" ou até como "Campo verde flor selvagem", enfim, escolha você o melhor título.
É provavelmente o disco mais autoral da cantora, mas, o único destaque foi uma regravação de Odair José, no caso "Vida que não para", música até que coaduna com a temática do disco de falar de assuntos mais complexos, fugindo completamente do estilão romântico popularesco de outros anos, algo que voltaria, visto a irregular década de 80 na carreira da cantora, confira!
Faixas: Mundo Moderno / A Vida Que Tanto Sonhei / Domingo De Flores / Solte Os Cabelos (Faça Como Eu) / Vida Que Não Para / Campo Verde, Flor Selvagem / Conflito / Pode Ser / A Outra Metade / Tapete Mágico / Se Eu Soubesse
Anterior Próxima