Nenhum resultado encontrado

    Odair José - O Filho de José e Maria

    Review: Em 1977 Odair José embarcou na RCA Victor em busca de novos desafios, abalizado pelo justo rótulo de grande vendedor de discos. Na gravadora nova ele conseguiu lançar sua ópera rock "O Filho de José e Maria" que segundo ele tinha o objetivo de contar cronologicamente a vida de uma pessoa (pra muitos um Jesus moderno) desde o casamento apressado dos pais, a separação deles, infância, adolescência, primeiras experiências sexuais, problemas em geral, vida adulta, morte e etc. Nessa farofada toda, Odair não conseguiu colocar todas as músicas que queria, as que sobraram não saíram com a sequência cronológica correta, ainda teve a capa meio messiânica e principalmente a música "O casamento" que causou estranheza dá já confusa sociedade Brasileira, além da quadrada igreja católica da época, resultado? Fracasso de vendas. A rejeição foi injusta porque o disco em si não é ruim, tem boas canções inclusive bem comerciais como: "Fora da realidade", "Não me venda grilos (Por direito)" e "Nunca Mais". Com o passar dos anos o disco foi virando cult e tratado como algo genial e revolucionário (coisa que não é e nunca foi), muito fruto de alguns posicionamentos políticos de Odair, que a gente sabe muito bem como refletem numa mídia carente e progressiva como a nossa. Confira!
    Faixas: Nunca mais / Não me venda grilos (Por direito) / Só pra mim, pra mais ninguém / É assim / Fora da realidade / O casamento / O filho de José e Maria / O sonho terminou / De volta às verdadeiras origens / Que loucura
    Anterior Próxima